ACIDENTES
Prevenção de acidentes domésticos com idosos
A maior parte dos acidentes com idosos acontece em casa - dentro da casa, nas escadas, no jardim ou pátio. Esses acidentes, mesmo os menos graves, podem debilitar a saúde do idoso.

Quando se fala em acidentes domésticos, a primeira preocupação das pessoas é com as crianças. Elas se esquecem que os idosos também correm riscos dentro de casa. Quanto mais avançada for a idade, maior é a propensão de estar envolvido em acidentes desse tipo. A explicação é simples: o processo de envelhecimento impõe algumas limitações de caráter físico. Com o passar dos anos, os músculos perdem a elasticidade, os ossos ficam mais frágeis e a calcificação deles fica prejudicada, além de outras modificações que acabam exigindo que os idosos prestem mais atenção nas atividades que realizam.

A maior parte dos acidentes com idosos acontece em casa - dentro da casa, nas escadas, no jardim ou pátio. Esses acidentes, mesmo os menos graves, podem debilitar a saúde do idoso, pois o organismo dele já não está preparado para recuperações tão rápidas quanto de pessoas de menor idade. Uma queda pode provocar, por exemplo, uma fratura de fêmur ou quadril. Essas fraturas podem exigir até que o idoso fique imobilizado na cama por um longo período.

Causas mais freqüentes de acidentes

Os acidentes com idosos têm várias causas. Algumas delas são as seguintes: uso incorreto de facas de cozinha, causando ferimentos; uso incorreto de produtos inflamáveis, causando queimaduras; quedas de bancos ou cadeiras; andar sobre pavimentos molhados, úmidos ou com cera; andar sobre tapetes sem superfície antiderrapante; andar somente de meias ou usar chinelos ou sapatos muito soltos; mobília instável; gavetas abertas; objetos deixados no caminho, principalmente entre o quarto e o banheiro; má iluminação; escadas com degraus de tamanhos diferentes; fios elétricos ou de telefone deixados no chão; soleiras das portas não niveladas com o chão; e banheira ou chuveiro sem barras de apoio ou tapete antiderrapante.

Prevenção

Algumas medidas simples, como criar apoios e modificar a mobília pode prevenir muitos acidentes com idosos. Conheça algumas medidas que podem preservar a sua saúde.

- Use sapatos de saltos largos e que tenham calcanhares reforçados, fazendo com que os pés não possam se movimentar dentro dos sapatos;
- Evite usar chinelos;
- Coloque os móveis da casa de maneira que você possa se movimentar pela casa sem esbarrar em nada;
- Não ande sobre locais escorregadios, molhados ou encerados;
- Coloque na casa apenas tapetes com forro antiderrapante;
- Evite comprar móveis que tenham rodas;
- As cadeiras não devem ficar a uma altura muito elevada e nem muito baixa do chão;
- Coloque barras de apoio na banheira ou chuveiro;
- Use tapetes com borracha antiderrapantes no chuveiro e na banheira;
- A casa deve estar bem iluminada, principalmente as vias de acesso entre cada uma das partes;
- As escadas devem ter corrimão seguro e degraus antiderrapantes, além do local precisar estar bem iluminado;
- Use óculos sempre que não enxergar de maneira nítida um local;
- Não deixe gavetas abertas;
- Não deixe no chão fios elétricos ou de telefone;
- Mantenha livres de buracos, fendas e outras irregularidades que o possam fazer tropeçar, no relvado, pátio, jardim, passagens para carros e passeios;
- Preste atenção nos movimentos inesperados de animais, crianças e bicicletas;
- Coloque interruptores de luz próximos da cama, evitando que as pessoas tenham que caminhar no escuro.

A importância da alimentação e da prática de exercícios

A prática de exercícios físicos é recomendada para qualquer idade, mas principalmente para os idosos. Para fortalecer os ossos e músculos, faça caminhada e outros exercícios físicos de baixo impacto. A alimentação também merece atenção. Ela deve conter uma grande quantidade de alimentos que sejam fontes de cálcio, pois dessa maneira o idoso previne a osteoporose, doença que enfraquece os ossos.

Matéria: http://www.unimed.com.br/

 

Menu

© Geraldo de Azevedo